O Caminho mais perto do amor é ele próprio!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Será possivel

Amor permanente... como a gente se agarra nesta ilusão.

Por isso nos transformamos, temos sede de aprender, de nos melhorar, de deixar pra trás nossos erros. Livrar-se de uma lembrança é um processo lento, impossível de programar. Ninguém consegue tirar alguém da cabeça na hora que quer, e às vezes a única solução é inverter o jogo: em vez de tentar não pensar na pessoa, esgotar a dor. Permitir-se recordar, chorar, ter saudade. Um dia a ferida cicatriza e você, de tão acostumada com ela, acaba por esquecê-la. A dor não vai passar agora! É isso que ninguém tem coragem de nos dizer. A dor da perda, a dor de fracassar, a dor de não corresponder a uma expectativa, a dor de uma saudade, a dor de não saber como agir, de estar perdida, instável, de ter dúvidas na hora de fazer uma escolha, todas estas dores, que parecem pequenas para quem está de fora, nos acompanharão. Não passam as dores, também não passam as alegrias. Tudo o que nos fez feliz ou infeliz serve para montar o quebra-cabeças da nossa vida. Todas são aproveitáveis.


♫♪ ♫♪

Bon Jovi

All About Lovin' You





Por que eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando acompreensões, eu amava.

...
Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente.
....

Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil.



Clarisse L.


♫♪

Marisa Monte

Não é Fácil


♫♪







A: Eu tenho saudade de você.
B: Promete que nunca mais vai falar comigo?
A: Não posso.
B: Você ainda não entendeu que já não te quero na minha vida?
A: Mas eu insisto em te deixar na minha.
B: Esquece-me para sempre.
A: Lembrarei de você até o próximo capitulo.
B: Como assim?
A: Um dia eu vou encontrar outra pessoa que me permita sentir as borboletas novamente, e vou voltar a me sentir loucamente apaixonada, mas enquanto isso, eu lembro de você, por conforto.
B: Você é louca.
A: Eu sei.
B: Eu vou embora.
A: Eu fico.
B: Desejo-te sorte.
A: É recíproco.
Ele começa a caminhar, ela fica parada sentindo o vento nos cabelos, ele está cada vez mais distante de corpo e de alma, ela continua ali em silencio, até que ele se vira e retorna correndo:
B: Não posso te deixar sozinha.
A: Você já me deixou sozinha.
B: Eu tenho que cuidar de você.
A: Eu é que cuidava de você.
B: Eu não queria que terminasse assim.
A: As tuas palavras mataram meu encanto.
B: Então porque ainda sente minha falta?
A: Porque a essência do teu amor, ainda inunda minhas veias e a ver morrendo inunda meus olhos.
B: Eu te amo, mas não posso.
A: Você é livre, eu me cuido.
Foi a ultima vez que se viram. Foram felizes, em meio a outros abraços, e de vez em quando lembravam um do outro.

Jessica Carvalho


♫♪ ♫♪

Ivete Sangalo

Medo De Amar